Número total de visualizações de página

6.12.2012

A ARTE DO DESPACHANÇO

A pedido de duas amigas em aflição, pensei no assunto e aqui vai a minha insignificante ajudinha. Perante a penúria chocante de informação sobre este tema, tive de pensar seriamente no assunto da arte de dar com os pés.

Primeira coisa importante a analisar: saber se chegou mesmo a hora de agir. Algumas dicas: sente tolerância zero aos vícios dele/dela? Até a forma como respira a/o irrita? Sonha em mudá-lo/la? É mulher e quando ele começa a falar de assuntos sérios consigo, só lhe ocorre pensar na cor do próximo verniz a usar? Detesta andar de mão dada com o dito/dita na rua? Deixou de cumprir os requisitos básicos de namorado/o? Se respondeu positivamente a um destes sinais, lamento informar que está na hora de iniciar o processo de despachanço.

Mas espere aí. Tente ainda estas técnicas s.o.s? Tentou, num dia feriado, uma perfeita novidade na sua relação, por exemplo uma conversa?
Ele/ela não apresenta sinais patológicos graves?
Fez uma estimativa da magnitude da devastação a infligir ao/à despachado/a  e não prevê consequências nefastas para si?
Começou a perceber que ele/ela se desculpa que não telefonou porque estava em Freixo de Espada à Cinta ou Cinfães e não havia rede? Coloque ainda mais estas duas questões basilares: 
(i) Fica nessa ou põe-se a andar? 
(ii) Está feliz ou tem instintos suicidas?
Respondeu às segundas hipóteses de ambas as questões? Ok... Então inicie já este importante ritual iniciático de dar com os pés. Essa pessoa não lhe interessa! E se é mulher, e desde pequena que lhe contam a história de que é melhor estar com um homem, qualquer homem, do que estar só, desengane-se. Mentiram-lhe! Se é homem e lhe disseram que só terá a sua dose diária de sexo numa relação estável, quem lhe vendeu esta também o enganou...

Vamos então às duas técnicas mais elementares e menos invasoras: 
(i) Desapareça! 
(ii) Tente impingi-lo/impingi-la a alguém em desespero.

Não resultou? Então vai ter de avançar. Seja forte. a melhor hora para um despachanço será sempre entre as sete e as oito de uma sexta-feira, as férias do verão ou o período natalício. 

E aqui, se a relação for à distância, atenção aos fusos horários!:)

Sem comentários:

Enviar um comentário

DEIXE AQUI O SEU COMENTÁRIO: