Número total de visualizações de página

1.31.2013

DESDE ENTÃO


DESDE O MOMENTO EM QUE TE CONHECI, TUDO O QUE EU ERA PERDEU-SE PARA SEMPRE...

BOOK WHORE

Não se tem uma biblioteca para guardar os livros que se leram mas para guardar os livros que se vão ler... (alguém disse mas não me lembro quem)!

THE SHOE MUST GO ON

É um facto da realidade feminina a que muitas de nós não conseguem fugir. Tenta-se mas não se consegue...
Quando tudo parece desabar. Quando tudo deixa de fazer sentido. Quando tudo começa a desmoronar. Quando tudo finda... Venha um par de sapatos e a vida recomeça!

GUERREIROS DO AMOR


Na verdade, o que todos queremos é colo. Andamos todos a
 perseguir o mesmo sonho: Amor. 
Explica-se assim a angústia que se apodera de nós quando percebemos que tudo se resume a essa necessidade primordial. Alguns encontraram-no e perderam-no. Outros encontraram-no e não o quiseram. Outros ainda nunca o viram. E há os que, não sabendo exactamente de que se trata tal coisa, ou que formas pode tomar, desconhecem mesmo se o quererão agarrar se o encontrarem. Há quem desconheça a arte da entrega, quem não saiba o que quer, quem não saiba o que procura, quem nunca tenha encontrado Amor. Este desconhecimento faz, segundo um amigo meu, todo o sentido. Afirma: "Já viste a seca que seria a nossa vida se soubéssemos exactamente o que queremos e andássemos satisfeitos?" Para ele, a magia da incerteza está sempre lá. Acompanha-o. E vive um ciclo permanente de encontros e desencontros que se sucedem. Quando sabe que o outro está lá, de pedra e cal, à sua espera, começa inconscientemente a sentir que ganhou essa batalha e, qual guerreiro de uma guerra perdida, inicia imediatamente uma nova conquista.


Não sabe ele, não sabe quase ninguém, que "não é fácil encontrar a felicidade dentro de nós mas é impossível encontrá-la noutro sítio".

1.29.2013

1.28.2013

1.24.2013

COMO SABER SE ESTÁ NA HORA DE MUDAR DE VIDA

Após longo estudo e pedido de muitas amiguinhas, aqui deixo as minhas dicas para mudar de vida. Assim, concluo que está na hora de mudar de vida se perceber que diz sim a, pelo menos, 3 das seguintes perguntas

1. Sentes-te uma prostituta/o intelectual?
2. Trabalhas os dias inteiros rodeada de idiotas?
3. O teu ordenado já não chega para pagar os bens essenciais?
4. Não te lembras da última vez que entraste num avião?
5. Andas com dificuldades em adormecer ou em acordar?
6. Andas a dar no Prozac que nem doido/a?
7. A coisa mais excitante na tua relação amorosa é o momento em que ele/a adormece?
8. Andas a humilhar-te até ao inenarrável por uma razão qualquer sem importância nenhuma?
9. Acreditas às cegas em qualquer coisa que te digam?
10. A tua vida sexual é tão excitante como a de uma amiba?

TODAY...MY FAVORITE DAY

Como fugir à dependência? Exploração!
A chave para gerar imunidade contra o apego afectivo é a exploração. A espontaneidade, as viagens, os amigos, a curiosidade ou o desenvolvimento do talento são os melhores aliados para obter autonomia. 


Bora lá então desenvolver o talento de viajar...

ESTAMPANÇO



"A mulher entra pelo afecto e chega ao sexo, o homem entra pelo sexo e chega ao afecto e, se tudo correr bem, encontram-se e estampam-se no caminho."
                          Walter Riso (psicólogo argentino)

JÁ NÃO SOFRO POR AMOR

A mulher atual tem uma estranha predieção por canalhas...
in Lucia Extebarria, Já não Sofro por Amor, p.151

LOVE JUNKIES

Parece que não há amor eterno que não seja contrariado...parece que não há paixão sem luta... Mas há também muitas maneiras de se suicidar e uma delas é a dádiva total e o esquecimento de nós próprios. Há aqueles a quem um grande amor afasta de tudo e de todos... Aqueles que dão tudo por amor têm forçosamente um problema chamado síndrome da dependência afetiva sobre o qual se vão construindo muitas relações nefastas. 
E depois há aqueles que confundem o amor com a sua vontade de amar... os que não suportam a solidão, os que não conseguem estar sozinhos consigo próprios. Porque ninguém suporta ficar sozinho com alguém de quem não se gosta...

1.18.2013

ADEUS

Já gastámos as palavras pela rua, meu amor
e o que nos ficou não chega
para afastar o frio de quatro paredes.
gastámos tudo menos o silêncio.
gastámos os olhos com o sal das lágrimas,
Gastámos as mãos à força de as apertarmos,
Gastámos o relógio e as pedras das esquinas
em esperas inúteis.
Meto as mãos nas algibeiras e não encontro nada.
Antigamente tínhamos tanto para dar um ao outro,
Era como se as coisas fossem minhas:
quanto mais te dava mais tinha par te dar.

Às vezes tu dizias: os  teus olhos são peixes verdes.
E eu acreditava.
Acreditava,
porque ao teu lado
todas as coisas eram possíveis.

Mais isso era no tempo dos segredos,
era no tempo em que o teu corpo era um aquário,
era no tempo em que os meus olhos
eram realmente peixes verdes.
Hoje sao apenas os meus olhos.
É pouco mas é verdade,
Uns olhos como todos os outros.

Já gastámos as palavras.
Quando agora digo: meu amor,
Já se não passa absolutamente nada.
E no entanto, antes das palavras gastas,
tenha a certeza
de que todas as casas estremeciam
só de murmurar o teu nome
no silêncio do meu coração.

Não temos já nada para dar,
dentro de ti
não há nada que me peça água.
O passado é inútil como um trapo.
E já te disse as palavras estão gastas.

Adeus.

Eugénio de Andrade

1.06.2013

MÁSCARAS

Uma pessoa sabe sempre a verdade, essa outra verdade que é oculta pelas representações, pelas máscaras e pelas circunstâncias da vida.
Sándor Márai

1.05.2013

IT'S A FACT

No one can love you until you love yourself!

RENDIÇÃO



Aprendo diariamente o difícil processo de aceitação. E de rendição. As coisas negativas que acontecem transportam consigo uma lição profunda.Que muitas vezes me recusei a perceber. Chegou a hora de ler os sinais. E eles estavam, ali, todos, à minha frente. Aguardavam a leitura que eu não queria fazer. Idealize e sonhei. Criei mundos imaginários na minha permanente fantasia. Sonhei. Grande erro. De que valem os sonhos quando a a realidade é o que é?
Agora, tenho de avançar. devagarinho. passo a passo como se reaprendesse a andar. Falta ainda a catarse completa da libertação. Não a alcanço. Mas tenho de perdoar e aceitar. Não vou oferecer mais resistência a nada na minha vida. Não quero voltar a sentir a tristeza do vazio. Não quero mais oferecer resistência.
Os ciclos de insucessos. O esvair de todas as coisas. O desintegrar do que parecia ser essencial... O fluir da vida que tentei parar por medo de aceitar a impermanência permanente de todas as coisas. E de todas as condições.
Não há flores infelizes como não há carvalhos com stress nem gofinhos deprimidos ou rãs com problemas de auto-estima. Resta-me observar os gatos e perceber, com eles, que não interessa transportar ressentimentos.
Rendo-me. Rendi-me.
E contrariamente ao que eu julgava, sei agora que é precisa muita força espiritual para nos rendermos..




1.03.2013

COLEÇÃO DE PEDRAS

Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes,
mas não esqueço de que a minha vida é a maior empresa do mundo.
E que posso evitar que ela vá a falência.
Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise.
Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e
se tornar um autor da própria história.
É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar
um oásis no recôndito da sua alma .
É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida.
Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos.
É saber falar de si mesmo.
É ter coragem para ouvir um 'não'.
É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.
Pedras no caminho?
Guardo todas, um dia vou construir um castelo...

Fernando Pessoa
Não quero acordar...
E perceber que perdi um diamante....
Enquanto estive muito ocupada colecionando pedras...