Número total de visualizações de página

5.30.2012

ESCOLAS VOLUNTÁRIAS

Ela acorda e, sonâmbula, dirige-se à escola onde a esperam dezenas de rostos. Estaciona o carro perto da entrada. Ainda tem uns minutos. Ainda pode respirar. Olha em redor. Duas colegas corrigem testes nos carros. Ainda nem 8h da manhã são... Entra. Dirige-se à sala dos Profs... Vários, muitos, estão agarrados à máquina de café. Cafeína precisa-se para ultrapassar o dia. Mais um dia. Não feito no conforto de uma secretária... mas na luta permanente de uma sala de aula. Aguarda na fila. Cafeína! Precisa de cafeína, pensa. E segue para a outra sala onde vários profs discutem os processos disciplinares da semana. Desta vez, nada de facas diretamente dirigidas aos colegas. Desta vez, foi soft! Apenas cortaram os fios elétricos das salas com uma faca... Quantos dias de suspensão terão, pensa enquanto esconde os óculos escuros e mostra o sorriso ... Nas notícias ouviu que o Nuno Crato saiu do gabinete e foi a uma escola. Show Off! É disto que a educação é feita. Querem atribuir às escolas uma espécie de certificação: "Escolas Voluntárias" - pensa. Todos! Somos todos voluntários! Professores que se arrastam desde setembro a tentar salvar o que a família e as políticas educativas destruíram. Nesta quarta feira que se apresenta longa, salvou-a o Portugalex que anuncia objetos de "Nando Pessoa" à venda na feira do relógio...

1 comentário:

DEIXE AQUI O SEU COMENTÁRIO: