Número total de visualizações de página

5.08.2012

TEMPUS FUGIT

Estes dias têm passado demasiado depressa e a expectativa anda atrás de mim...
Podemos fugir disto, mas não nos podemos esconder. Se me lês, sabes do que falo e do que sinto e da magia que nos faz acordar com uma nova luz no olhar... Estou a aprender que só devemos amar o que não tem preço e isto que temos vivido não tem . É único... demasiado raro... tão raro que não temos necessidade de fingir.
Nunca me faltou a coragem para viver mas sempre me faltou a coragem para amar.
Há entre nós uma mesa de jogo com um pano verde... e eu sei que nenhum de nós gosta de jogar. Resta-nos viver e esperar que o tempo nos ajude.
Até lá, vou vivendo no interior da tua ausência...

Sem comentários:

Enviar um comentário

DEIXE AQUI O SEU COMENTÁRIO: