Número total de visualizações de página

5.13.2012

ESPREME TUDO O QUE PUDERES...


"- E depois? - contrapôs ela. - Porquê perder tempo à procura de razões, à procura de desculpas? A vida vai passar por ti e tu vais continuar a tremer à beira do precipício. Salta! Mergulha, rapariga! Agarra a vida! Agarra-a pelos tomates e espreme tudo o que puderes! Espreme até ela gritar por misericórdia."

in Sheila Norton, A Idade Não Conta

(Texto recuperado do meu antigo blog www.umblogdiferenteblogssapo.pt, Setembro 2005)

Sem comentários:

Enviar um comentário

DEIXE AQUI O SEU COMENTÁRIO: