Número total de visualizações de página

5.23.2012

O PIONÉS

Aulas das 8:15. Turma de putos. Teste de Matemática na aula seguinte. Um dos mais pequenitos da turma que ainda praticamente brinca com carrinhos, decidiu colocar um pionés na cadeira da prof que ele odeia na esperança de que, durante o  teste, ela se pique. Ok! So far so good! :)
Contrariando o que me é habitual, sentei-me um pouco... Apercebi-me de que estava um pionés na cadeira e, escondendo o riso, agarrei no dito e fiz de conta que nada se passava. Quando todos estavam à espera que começasse a aula, perguntei, com toda a assertividade possível, quem tinha colocado ali o pionés, propondo a seguinte negociação:
1. Quem o colocou, acusar-se-ia, sendo picado por mim com o dito e ficaríamos amigos como dantes;
2. Quem o colocou não se acusaria e toda a turma seria alvo de uma participação à diretora de turma.
Assunto resolvido: todos apontaram o dedo para o G., o tal puto pequenito de ar reguila e simpático que se senta mesmo ali à minha frente. Este levanta-se de imediato, dirige-se a mim e diz-me:
- Fui eu, stora. Mas não era para si. Era para a stora de Matemática. Pode picar-me...
- Ok, vamos lá então decidir onde vais ser picado com o pionés... - silêncio total na aula... e continuei com uma terrível vontade de rir, embora tentando manter a formalidade que o assunto exigia:
-  mas primeiro tens de me dar um abraço e prometer que não voltas a fazer isso aos profs de quem não gostas. Prometes?
E o G. abraçou-me e pediu desculpa.

Sem comentários:

Enviar um comentário

DEIXE AQUI O SEU COMENTÁRIO: