Número total de visualizações de página

11.11.2012

ARMADILHA

Depois, ela voltou para casa e deu um golo generoso no seu brandy. Um. Depois outro. Só um brandy lhe clareava o pensamento... agora mais confuso do que nunca. Havia já várias semanas que o fazia. Caminhava todos os dias para o vazio. Tinha ficado com o coração cheio de fantasmas e não sabia... Sentia que caíra numa armadilha. A maior de todas as armadilhas possíveis.

Sem comentários:

Enviar um comentário

DEIXE AQUI O SEU COMENTÁRIO: