Número total de visualizações de página

9.10.2014

ESQUIZOFRENIA OU MEDIUNIDADE?

Longa tem sido a luta entre estes dois conceitos. Esquizofrenia ou mediunidade? Alucinação ou vidência? 
Na mediunidade, há uma sucessão de coincidências que se repetem. O médium é capaz de sentir as presenças energéticas ao seu redor. As ciências médicas já começaram a distinguir a mediunidade da esquizofrenia. A psiquiatra aceita hoje que a mediunidade  náo é um transe psicótico ,embora a ciência não tenha conseguido ainda aceitar a existência de alma e de espírito. 
Mas então como distinguir esquizofrenia de mediunidade? Parece fácil mas não é. O esquizofrénico  é uma pessoa desorganizada, fora do mundo real, com ideias delirantes, medos, alucinações auditivas, percepções corpóreas, medo dos outros, medo de perseguição; faz produções mentais sem capacidade discriminatória e possui graves desajustes sociais. Há um isolamento social e relacional. O médium, por sua vez, apresenta coerência. A presença de entidades espirituais na sua vida e que ele consegue ver e/ou sentir enriquecem a sua personalidade e ajudam ao seu desenvolvimento, à sua evolução. 
A mediunidade pode, se devidamente trabalhada, ser um instrumento de saúde. Os médiuns são pessoas normais. A dificuldade e gravidade surge quando se mistura a mediunidade com a esquizofrenia. 
Aqui precisamos de ajuda. 
Oxalá essa ajuda venha logo, porque já vem tarde!

Sem comentários:

Enviar um comentário

DEIXE AQUI O SEU COMENTÁRIO: