Número total de visualizações de página

7.31.2012

POR VEZES E OUTRAS VEZES

Por vezes, tudo se passa em longos silêncios. Por vezes, calo-me porque me sei vinda de fora, numa estrada íngreme que me leva à beira da falésia de onde, em vez de queda mortal, sou atirada pelo vento em direção ao infinito. Outras vezes, não tenho disposição para brincar aos trapezistas...
Sou assim...

Sem comentários:

Enviar um comentário

DEIXE AQUI O SEU COMENTÁRIO: