Número total de visualizações de página

10.09.2012

NO MORIRÁS

Só escrevemos os livros que precisamos de escrever, ou que somos capazes de escrever e depois temos de largá-los, reconhecendo que o que quer que lhes aconteça de seguida não é mais da nossa conta. O mesmo se passa com as pessoas que amamos. Por vezes, temos de deixá-las ir... Por mais que as queiramos agarrar para sempre... por mais que perdê-las nos dilacere o corpo todo. E a alma também...

Sem comentários:

Enviar um comentário

DEIXE AQUI O SEU COMENTÁRIO: