Número total de visualizações de página

11.07.2014

MESTRES ZEN...



O meu fascínio pelos gatos vem de longe.Talvez desde que percebi a sua independência associada à sua sociabilidade. Um gato está sempre presente ainda que mantenha o seu espaço sempre que lhe apeteça, aconteça o que acontecer.
O gato é uma das 40 espécies de felinos que actualmente existem em todo o mundo. Existem hoje mais de 100 raças com pedigree. A primeira exposição de gatos ocorreu em 1871 no Crystal Palace em LOndres. Ainda que não seja apologista destas exposições, reconheço que um dono de um gato lindo, saudável e bem tratado tenho orgulho em apresentá-lo ao mundo. 
Tenho gatos para todos os gostos... do gato mais rafeiro retirado à morte na União Zoófila, à rainha do verdadeiro pedigree. Seja como for, não consigo distingir mais inteligência ou perspicácia ou capacidade de lidar com o seu dono no gato com pedigree. São mais caprichosos? São. Mais exigentes? Talvez. Mas pouco mais.
Ela adora gelado de chocolate mas tem de ser carte d'or ou começa a refilar. É sem dúvida a gata mais caprichosa que eu conheço e, de todos os animais que tenho tido e conhecido, aquela que tem uma maior personalidade. Sabe exactamente o que quer e como obtê-lo. E além disso, é linda, linda de morrer.

O GATO BARNABÉ

O meu quinto gato é um persa amarelo com instintos suicidas. Já se atirou duas vezes do quinto andar, partindo as patas e por pouco não morreu. É mel puro. Se o agarrar ao colo, ele faz-me festas no rosto com a patinha. Não sabia que nome lhe dar e, poucos dias após a morte do meu pai, estava eu na missa do 7.º dia e ouvi o padre falar de Barnabé. Decidi naquele momento que esse seria o seu nome.


PIPA


A Pipa (P de praia, I de ilha, P de paz e A de amor) foi levada por uma aluna a uma aula minha. Peguei-lhe ao colo e ela adormeceu. Dei a aula com ela adormecida no meu peito. No final, trouxe-a para casa. Não era suposto ter quatro gatos. Nem três sequer. Mas foi amor à primeira vista. É muito meiga e não incomoda ninguém pois é muito independente.

É uma persa azul com pedigree... E é só a gata mais bonita que eu conheço. Mas também a mais mimada e exigente e caprichosa. Só está feliz ao colo ou em cima da minha cama. Pede mimos e agarra o meu braço entre as suas patas para a acarinhar. Não lhe resisto.

JOANA E SEBASTIÃO

Adoram-se. Dormem juntos. É raro estarem um sem o outro. Já tiveram filhotes mas não fiquei com nenhum.

Veio da União Zoófila em 1996. Doente. É um tigrado grande e meigo. Talvez o gato mais meigo que eu conheço.

 A Joana esteve comigo deste 1995. Morreu em 2014. Encontrei-a ainda bebé... A mãe desaparecera e ela ficou só. A primeira vez que a vi percebi que iamos ser amigas. Foi a minha primeira gata.Tem uma forte personalidade. Ela fala comigo, literalmente. E eu sei exactamente que mensagens me quer passar.

Sem comentários:

Enviar um comentário

DEIXE AQUI O SEU COMENTÁRIO: