Número total de visualizações de página

7.03.2011

RAINHA DOS PRADOS

Podia ter-se escapado pelos caminhos secretos que só ela conhece. Podia tê-lo beijado como aprendera com as Deusas. Podia mesmo ter-lhe soprado ao ouvido as palavras mágicas... Mas ela nada fez. Limitou-se a abrir-lhe os portões do seu santuário secreto, onde a água e a terra aguardam pelo fogo sagrado para se transformaram e subirem aos céus. Movida por um impulso da sua prória alma, deixou-o entrar sem nunca desviar o olhar. E uma Deusa não se deixa olhar assim... Por qualquer razão sublime, permitiu-lhe o acesso aos mistérios do seu mundo, ainda antes do nascer do sol.
Ele regressou a casa, num descampado da vida... certo de mais uma vitória, de mais um desafio... sem o qual não consegue voltar a acordar.
Ela, que nunca tivera dúvidas quanto ao caminho a seguir, ao lugar por onde devia ir, naquela manhã hesitou... uma manhã em que desejara existir para poder ser abraçada no abraço que ele lhe resusou...

Sem comentários:

Enviar um comentário

DEIXE AQUI O SEU COMENTÁRIO: